Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009

Try to catch me

We are young and free, don´t want to have obligations.

What we expect of each other is love, we don´t need nothing else.

Life is to be lived not controlled.

publicado por Susan às 19:54

link do post | comentar | favorito

Deutsch

 Estou tão nervosa para o teste de amanhã, é de alemão, o pior é que eu fico muito confusa em relação aos verbos e ás declinações, fartei-me de estudar, parece que a minha cabeça vai explodir!

Vamos ver como corre!

Auf Wiedersehn!!

 

publicado por Susan às 17:37

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Insane

 

Estava eu á espera que abrissem a sala para entrar, quando ele chegou e nesse preciso momento, não sei porquê, mas apeteceu-me mesmo abraçar-me a ele com todas as minhas forças e senti-lo a abraçar-me e como se não bastasse aquele estranha sensação, o meu cérebro foi buscar, ou melhor, criar aquela imagem que ficou a pairar na minha cabeça, só "despertei" daquele pesadelo quando alguém me deu um encontrão, cheguei mesmo a perguntar-me se estaria completamente louca.

Isto não é normal, passado tanto tempo sem sentir nada por ele, sou sobressaltada por um antigo sentimento que acontecia com muita frequência!

Mas o mais engraçado é que quando me sentei e olhei para ele de novo não aconteceu nada e mais tarde quando ele falou comigo e me sorriu e quando olhou mais uma vez para mim com aqueles olhos castanhos que dantes costumavam matar-me por dentro, o sentimento não voltou a aparecer.

Eu acho que foi uma espécie de lembrança, sei lá, só espero é que não aconteça outra vez, porque não estou com a mínima disposição para ficar outra vez embeiçada por ele!

publicado por Susan às 15:19

link do post | comentar | favorito
Domingo, 8 de Fevereiro de 2009

Me and my mood

 

Há dias em que acordo e o mundo parece-me um sitio colorido, feliz e sem preocupações, apetece-me gritar de felicidade, passear, sorrir a todas as pessoas que passarem por mim e dançar, dançar muito, dançar até não poder mais, mas estas sensações normalmente só acontecem quando estão aqueles maravilhosos dias de sol, mas infelizmente ás vezes há sempre qualquer coisa ou alguém que consegue estragar essa felicidade e pronto o resto do dia está estragado.

Mas também há dias em que acordo com um mau humor desgraçado, que só me apetece ficar em casa, não falar com ninguém, isolar-me completamente porque estou tão mal humorada que torno-me uma companhia péssima, mas mesmo assim há alguma coisa ou alguém que me consegue chatear ainda mais o que faz com que eu sem querer solte cá para fora o meu mau génio o que faz com que as pessoas fiquem a pensar: "Ok, já entendi, ela é querida, simpática, mas não a chateiem porque ela muda completamente!". 

 

Eu sou assim, não consigo mudar o que sou, o máximo que eu posso fazer é limar umas arestas, o que vai fazer com que eu tenha mais cuidado com o que digo mas não me vai tirar a vontade de dar uma daquelas respostas que deixam todos de boca aberta, virar costas e ir-me embora. 

publicado por Susan às 12:19

link do post | comentar | favorito
Sábado, 7 de Fevereiro de 2009

I´m not going to change what I am because of you

publicado por Susan às 18:10

link do post | comentar | favorito

E se...

 

E se eu te amasse como nunca amei ninguém?

E se eu te desejasse como nunca desejei ninguém?

E se eu se te beijasse como se fosse o meu primeiro beijo?

E se eu te abraçasse como se fosse a ultima vez?

E se eu...em vez de fazer isto tudo, fizesse exactamente o contrário?

Em vez de te amar tanto assim, podia odiar-te.

Em vez de te desejar, podia desprezar-te.

Em vez de te beijar como se fosse a primeira vez, podia fazê-lo como se não tivesse qualquer significado para mim.

Em vez de te abraçar como se fosse o fim do mundo, podia-me afastar e ir embora.

 

E agora? Continuavas a não te importar? Acho que não. 

publicado por Susan às 11:25

link do post | comentar | favorito

Não te ter é pior do que te ter

 

publicado por Susan às 10:58

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

Finally Free

Como é que eu pude ser tão ingénua?

Agora sim que já não gosto dele posso compreender que para ele eu era igual  a todas as outras e posso observar com clareza que aqueles sorrisos e aquelas conversas não passavam disso mesmo: sorrisos e conversas.

Ele também não prestava, eu já sabia disso, não era uma espécie de "rapaz ás direitas" nem coisa que se parecesse, mas acho que no fundo era isso que me atraía nele.

Eu ficava toda feliz quando ele falava comigo ou simplesmente me mandava um sorriso, por fora eu podia parecer calma e serena, mas por dentro estava eufórica, aos gritos, ficava toda feliz, a partir daquele momento podiam-me dizer o que quisessem que nada me ia deitar abaixo eu ia ficar o resto do dia a pensar nele.

Era uma parva, não era? Naquela altura não percebia que ele era assim para todas, arranjava sempre uma espécie de desculpa para o facto de ele reagir com elas da mesma maneira que reagia comigo, mas o mais engraçado era que essa desculpa que eu arranjava não era para ninguém, era para mim, para me convencer a mim mesma, isto parece uma autêntica loucura.

Mas com o passar do tempo o que eu sentia por ele desapareceu, quando comecei a escola outra vez e o vi, não senti quase nada, só senti uma sensação esquisita que não sei explicar, actualmente olho para ele e nem essa estranha sensação aparece, ele é-me indiferente, ele ri-se para mim ou fala comigo e para mim é como se fosse outro qualquer, não tem qualquer efeito em mim.

Mal sabe ele o impacto que teve na minha vida.

Song: I Want You to Want Me-Letters To Cleo
publicado por Susan às 15:16

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Educação Fisica = Voleibol

Ultimamente nas aulas de Educação Física só temos jogado voleibol, o que para mim é péssimo, porque eu não tenho jeitinho nenhum para o voleibol, sou um desastre autêntico em todo o tipo de desportos, tenho uma péssima coordenação e estou constantemente a magoar-me nos dedos, mas ultimamente até tenho estado a gostar dos jogos de voleibol, não sei porquê, mas tem sido divertidos e a pressão não é muita, acho que já ninguém leva a mal o facto de eu não ir á bola quando ela me é destinada, sendo assim fico muito mais descontraída e as coisas nem sempre correm mal, apesar de que cada vez que faço uma manchete, aquilo sai disparado e cai que nem uma bomba, são quase assassinas!

publicado por Susan às 14:55

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2009

When you can live forever, what do you live for?

 

tags:
publicado por Susan às 18:47

link do post | comentar | favorito

.More about me

.pesquisar

 

.Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30

.posts recentes

. Até um dia...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Casa dos Segredos = O hor...

. 3 de Maio de 1998 - 13 de...

.arquivos

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

.tags

. todas as tags